Caspa: O que é, Causas, Sintomas e Como Eliminar

A caspa é uma condição da pele, que afeta principalmente a região do couro cabeludo. É caracterizada por espalhar pequenos pontinhos brancos sobre os ombros, como resultado da descamação dessa área. Segundo algumas pesquisas, a caspa atinge cerca de metade da população adulta.

Lesões avermelhadas que descamam e coçam são uma das principais características da caspa, que nada tem a ver com falta de higiene. Tratamentos químicos, secador de cabelo e o uso de boné são alguns fatores que podem contribuir para a intensificação da caspa

Essa condição geralmente tem início durante a puberdade, e é mais comum entre homens do que entre mulheres. Após os 50 anos de idade, sua prevalência geralmente diminui consideravelmente

A seguir, saiba mais sobre a caspa, suas causas, os principais sintomas e o que fazer para eliminá-la. 

Roupas e Acessórios femininos

O que é a caspa?

A caspa acontece quando as glândulas sebáceas, que estão localizadas na base do folículo capilar, incham e passam a produzir uma secreção oleosa em excesso, que se acumula no couro cabeludo. Essa reação pode ser um resultado do estresse ou de banhos com água muito quente, entre outras razões. 

Isso faz com que a divisão celular da epiderme (a camada superficial da pele), que normalmente acontece em 28 dias e leva à troca do tecido do couro cabeludo, passe a acontecer em um intervalo de tempo muito menor, de apenas quatro dias. 

Como a epiderme é renovada em um período de tempo muito mais curto, não há espaço para as células velhas, que precisam sair para dar lugar às novas. Assim, as unidades mortas acabam sendo expulsas em grande quantidade, ficando visíveis a olho nu. A isso damos o nome de caspa. 

Essa condição pode ser resultado de uma afecção crônica, que é uma alteração patológica do corpo. A seguir você pode conferir algumas causas para a caspa. 

Causas

As causas da caspa não são inteiramente conhecidas, mas sabe-se que alterações hormonais, estresse, algumas condições climáticas e hábitos podem agravar o quadro e favorecer a formação da caspa. 

Há também alguns costumes que podem ser evitados de forma a evitar essa condição.

O uso de bonés ou chapéus, por exemplo, não está proibido, mas cobrir a cabeça por muitas horas seguidas pode estimular a oleosidade no couro cabeludo, além de abafar o local. 

Lavar o cabelo todo dia pode ser uma boa ajuda, ou pelo menos em dias alternados, já que o xampu ajuda a tirar a secreção oleosa em excesso.

No entanto, é importante atentar para cada tipo de cabelo, uma vez que alguns são naturalmente mais secos, enquanto que outros são mais oleosos.

Lavar os cabelos todos os dias pode ajudar

Leve isso em consideração, pois ainda que a aparência do fio não influencie na produção das glândulas sebáceas, cada tipo de cabelo demanda certa frequência de lavagem. Em alguns casos, a lavagem diária do cabelo pode até mesmo aumentar a caspa. 

Alguns tratamentos químicos também podem ser danosos. Como muitas vezes é o caso da escova progressiva, por exemplo. Os produtos utilizados em métodos como esse podem resultar em mais descamação do couro cabeludo. 

É preciso tomar cuidado com o secador. Além de causar ressecamento na pele, o seu uso constante pode levar ao aumento da concentração de óleo no couro cabeludo. E quanto mais quente sua temperatura, piores os danos que pode causar. 

O acúmulo de cremes e demais produtos no couro cabeludo também pode levar ao aparecimento da caspa, uma vez que contribuem com o aumento da oleosidade no local. Além disso, a caspa pode ter sido causada por alergia a algum produto. 

Por fim, a caspa também pode ter a genética como uma das suas principais motivações. 

Para conseguir identificar a caspa, confira a seguir os principais sintomas. 

Sintomas 

A caspa se manifesta por meio de lesões avermelhadas no couro cabeludo, que descamam e coçam. A intensidade dessas lesões pode variar, mas é importante ficar de olho e consultar um médico dermatologista, caso julgue necessário. 

Alguns dos principais e mais comuns sintomas da caspa são: 

  • Descamações brancas na região do couro cabeludo;
  • Escamas amarelas e oleosas;
  • Coceira, que pode piorar com a manipulação;
  • Vermelhidão;
  • Perda de cabelo.

Em casos mais graves, pode se tratar de Dermatite Seborreica, que surge em outras regiões do corpo, como sobrancelhas, barba, embaixo dos seios etc.

Como Eliminar a Caspa?

Primeiramente, é importante ressaltar que o aparecimento da caspa não é necessariamente um sinal da falta de asseio ou higiene

Ainda não foi descoberta uma cura definitiva para a caspa, mas há algumas formas de controlá-la, por meio de medicamentos e produtos específicos para o couro cabeludo.

Uma das medidas mais eficazes e acessíveis é o uso de um xampu anticaspa, que vai ajudar a controlar a condição e diminuir os seus sintomas. 

Os principais xampus anticaspa agem em duas frentes. Há os que possuem substâncias adstringentes, capazes de remover o excesso de óleo na região. 

E existem também os xampus antifúngicos, que muitas vezes são à base de zinco e ajudam no combate de Malassezia: fungos que se alimentam de gordura, e que encontram no couro cabeludo oleoso o ambiente perfeito para se proliferarem. 

Em alguns casos, pode ser necessário o uso de produtos que tenham substâncias antimicóticas (como o cetoconazol, por exemplo) em sua composição. 

Casos mais graves podem requerer o uso de loções, remédios de uso oral ou até mesmo fototerapia. Por isso é fundamental consultar um médico dermatologista. Esse profissional vai avaliar o seu caso em especial, e irá recomendar o que fará mais efeito para você. 

Não é recomendado fazer uso de receitas caseiras para combater a caspa, pois corre-se o risco de causar ainda mais danos ao couro cabeludo, agravando os sintomas. 

Ao lavar o cabelo, certifique-se de retirar completamente o xampu e o condicionador dos cabelos, pois quaisquer resquícios de produtos no couro cabeludo podem contribuir com a caspa. 

Remova todo o excesso de xampu ou condicionador

Se você quer evitar o aparecimento da caspa, use os produtos certos para o seu cabelo. Se o seu cabelo é oleoso, use produtos próprios para cabelos oleosos. A mesma dica vale para quem tem cabelos secos, quebradiços, com pontas duplas, etc. 

Lembre-se que o único produto que você deve passar na raiz do seu cabelo é o xampu. Ao usar qualquer outro tipo de produto, aplique somente no comprimento e nas pontas, e evite ao máximo o seu contato com o couro cabeludo, 

Evite tomar banhos muito quentes e abafar o couro cabeludo quando ele ainda estiver molhado. Apenas amarre os cabelos ou use chapéus quando os fios estiverem totalmente secos. 

A caspa pode ser um simples reflexo da sua saúde e do seu emocional. Por isso, procure evitar a ingestão de bebidas alcoólicas e alimentos gordurosos, e tente controlar o estresse físico e mental e a ansiedade no seu dia a dia

O estresse e a ansiedade proporcionam um desequilíbrio hormonal em todo o organismo, o que pode acabar agravando ou gerando o aumento da oleosidade na pele e no couro cabeludo. 

A caspa não é transmissível, e pode se tornar uma condição grave, caso seja frequente. Por isso, não deixe de consultar o seu dermatologista para saber exatamente como deve proceder no seu caso, de maneira a cuidar do seu cabelo e do seu couro cabeludo da melhor forma possível.