Caspa pode causar queda de cabelo?

A caspa, quando em quantidade moderada, pode ser apenas uma reação normal do couro cabeludo, uma vez que indica nada mais que um processo de renovação das glândulas dessa região. Isso acontece porque as células mortas estão sendo eliminadas para dar lugar às células vivas. 

Mas em alguns casos a caspa pode apresentar também lesões avermelhadas na região, causando coceira, irritação ou sensibilidade no couro cabeludo, e resultando até mesmo na queda de cabelo. 

Esse tipo de reação pode ser uma resposta do organismo a algum tipo de irritação, fazendo com que ocorra essa troca celular de maneira mais severa. 

Se você está com queda de cabelos e também notou a presença dos sintomas da caspa, pode ser que uma condição esteja intimamente ligada à outra. 

A seguir, saiba mais sobre a relação da caspa com a queda de cabelo. 

A caspa e a queda de cabelo 

A caspa se manifesta por meio de flocos de pele que se desprendem do couro cabeludo por causa do ressecamento nessa área, o que é motivado muitas vezes por alguma irritação. 

A Caspa é uma irritação capilar

Segundo dermatologistas, quando essa condição é acompanhada da queda de cabelo, é um sinal de que a irritação está se tornando mais grave. Por isso, é válido redobrar a atenção e o cuidado, e quem sabe até mesmo procurar a ajuda de um profissional especializado nessa área.  

Problemas como a caspa podem provocar alterações nas fases dos ciclos capilares, reduzindo o tempo de crescimento dos fios e fazendo com que eles caiam com mais facilidade.

O excesso de oleosidade no couro cabeludo leva à obstrução dos poros capilares, o que acaba enfraquecendo os fios e causando a queda.  

O normal é perder em torno de 100 a 150 fios por dia. Se você tem notado algum aumento na queda dos fios, ou um número muito grande de fios no travesseiro, no ralo do banheiro ou caídos pela casa, é importante procurar um profissional que vá te ajudar a diagnosticar a verdadeira causa do problema.

Nesses casos, você pode consultar um dermatologista e/ou um tricologista. Esses profissionais estão aptos a avaliar a sua situação, identificar o real problema e indicar o melhor tratamento para você. 

Sintomas da caspa

A caspa ocorre quando as glândulas sebáceas localizadas na base do folículo capilar incham e passam a produzir secreção oleosa em excesso. Essa secreção se acumula no couro cabeludo e causa os sintomas da caspa. 

Na ocorrência da caspa, a epiderme é renovada em um período de tempo bem mais curto que o normal. Como não há espaço para as células velhas, elas precisam ser removidas para dar lugar às células novas. Isso faz com que as unidades mortas sejam expulsas em grande quantidade, ficando visíveis a olho nu e se espalhando pelo cabelo, ombros e roupas. 

Estresse ou banhos com água muito quente estão entre alguns dos motivos que podem levar à formação da caspa. 

Além da queda de cabelo, a caspa também pode apresentar outros sintomas, como coceira, vermelhidão, escamas amarelas e oleosas e descamações brancas na região do couro cabeludo.

É importante atentar para as diferenças entre caspa e seborreia. Esta última pode surgir em casos mais graves, apresentando sintomas em outras regiões do corpo, como barba, sobrancelhas, embaixo dos seios, virilhas etc. 

Como evitar? 

Apesar de ainda não terem descoberto uma cura definitiva para a caspa, há algumas maneiras de preveni-la ou controlá-la a partir da mudança de hábitos. Confira a seguir

Mudança de hábitos

Evite tomar banhos em temperatura muito elevadas, pois a água quente pode acabar removendo a oleosidade natural dos fios, forçando o organismo a produzir óleos em excesso para compensar essa deficiência. 

Ao lavar o cabelo, retire completamente o xampu, o condicionador e qualquer outro produto que você tenha aplicado nos fios. Qualquer resquício de químicos no couro cabeludo podem provocar a caspa.

É importante lembrar que o xampu é o único produto que deve ser passado diretamente na raiz dos cabelos. Qualquer outro produto, como condicionador e cremes de hidratação, devem ser aplicados apenas no comprimento e nas pontas. 

Use sempre os produtos adequados para o seu tipo de cabelo, seja ele oleoso, seco, liso, cacheado, quebradiço, com pontas duplas, etc. E evite fazer uso de receitas caseiras para combater a caspa, pois há o risco de causar ainda mais irritações no couro cabeludo, o que pode agravar os sintomas. 

Lave adequadamente os seus cabelos para evitar a caspa

Não abafe os cabelos enquanto ainda estiverem úmidos. Amarre os fios ou use chapéus apenas quando estiverem secado totalmente

Cuide da sua saúde emocional e física, tenha uma alimentação balanceada e faça exercícios físicos regularmente. Hábitos saudáveis são fundamentais para o bom funcionamento de todo o organismo, interferindo diretamente na saúde e beleza dos cabelos. 

Produtos específicos 

A mudança de hábitos é fundamental para prevenir a caspa, e em alguns casos pode até mesmo ajudar a aliviar os seus sintomas. 

Mas quando os sintomas da caspa já se manifestaram, o ideal é procurar um especialista, como um dermatologista ou tricologista. 

Com a ajuda de um profissional, você receberá indicações de qual produto pode usar para tratar os sintomas da caspa, e a quais procedimentos pode recorrer para cuidar do problema da forma mais eficaz. 

Já existem no mercado uma enorme infinidade de produtos elaborados especialmente para tratar a caspa, como os xampus anticaspa, por exemplo.

Há xampus que possuem substâncias adstringentes, que ajudam a remover o excesso de oleosidade na região do couro cabeludo. E há os xampus antifúngicos, feitos à base de zinco, que ajudam no combate dos fungos do tipo Malassezia

Em casos específicos, pode ser necessário o uso de produtos com substâncias antimicóticas (como o cetoconazol, por exemplo), ou de loções e remédios de uso oral. 

Tratamentos à base de fototerapia também pode ser indicados, como a Actinoterapia. Trata-se de um procedimento com ação dermoabrasiva, que faz uma espécie de peeling, que limpa e esfolia o couro cabeludo, removendo as células mortas e o excesso de gordura no couro cabeludo

Ainda que não seja transmissível, a caspa pode acabar se tornando uma condição grave, caso seja frequente. Além disso, está comumente associada a situações de autoestima baixa e constrangimento, já que a descamação é muitas vezes visível a olho nu. 

Para saber qual o melhor produto e tratamento para o seu tipo de caspa, procure um profissional especializado. Ele vai te ajudar a encontrar a melhor maneira de tratar o seu problema. 

Deixe uma resposta

Abrir Chat
1
Precisa de Ajuda?
Se precisar pode me chamar, meu nome é tatiana e estou disponível para te explicar como nosso produto pode te ajudar com queda e crescimento capilar 😀👍