Água quente no banho causa queda de cabelo?

Mulher tomando banho quente com shampoo no cabelo

Cabelos longos, curtos, enrolados, lisos, crespos… Existe uma infinidade de jeitos e cuidados diferentes que temos que ter no nosso dia a dia! Seja como for, uma coisa que ninguém espera é perder os cabelos.

Contudo, é uma realidade que muitas pessoas, homens e mulheres, enfrentam na vida. Estima-se que mais de 42 milhões de pessoas sofram com a calvície e só quem passa por este processo saberia dizer o quanto ele é significante.

E dentre estes mistérios do nosso dia a dia, existem algumas informações que são importantes de serem propagadas: afinal de contas, tomar banho na água quente causa ou não causa a queda de cabelo?

Queda de cabelo X Água quente

É no período de frio que os nossos cabelos mais sofrem, não é mesmo? Começamos a colocar o chuveiro cada dia mais e mais no quente. Além disso, os banhos passam a ser demorados porque, afinal, quem quer sair daquela água quentinha, né?

O problema é que quando tomamos banho em águas com altas temperaturas, acabamos por remover toda a oleosidade no nosso couro cabeludo e também dos fios. E, é claro que removendo essa película protetora, algumas reações acontecem- e a queda capilar é um desses principais efeitos. Seborreia e irritações também são decorrentes da permanência nesta água quente.

Quando você, com o uso de água quente, remove parte dessa camada protetora natural da pele, os problemas começam. Isso porque o corpo tende a agir mais depressa para recompor estruturalmente aquilo que lhe foi removido. E é durante este processo que o couro cabeludo começa a ficar lesionado.

E como fazer para resolver este problema?

Sabemos bem que é, praticamente, impossível você não tomar um delicioso banho quentinho nas noites de inverno, correto? Assim sendo, o que fazer para que os riscos sejam minimizados?

A primeira dica é: diminua o tempo no banho. Não é só o couro cabeludo que sente essa temperatura altíssima, mas a pele como um todo também acaba saindo ressecada.

banho de gato
Mas não precisa ser tão rápido quanto um banho de gato rs

A melhor dica é que você evite demorar no banho. Na hora de lavar os cabelos, procure de virar de cabeça para baixo, de modo que a água bata nos ombros antes de chegar à cabeça- é mais uma tática para deixar a temperatura mais amena.

Para finalizar, sempre que possível no frio, faça hidratação. O certo é que este processo seja feito, ao menos, uma vez por semana. Assim, você vai ajudando a sua fibra a se recompor das altas temperaturas.

Ainda dentro desse quadro, tem mais alguns cuidados que podemos fazer para evitar a queda, como por exemplo, jamais dormir com os cabelos molhados. O atrito entre os fios e o travesseiro causa quebras e, por consequência, a queda.

Também é importante secar os cabelos antes de deitar para evitar processo de inflamação ou bactericida no couro cabeludo.

Cuidado com o secador

Embora dormir com a cabeça molhada não seja uma boa ideia para a saúde dos seus cabelos, usar o secador da forma errada também não parece ser um negócio muito proveitoso!

O certo é que o secador esteja sempre numa temperatura agradável e você não permaneça com o mesmo muito tempo no mesmo lugar. Faça sempre movimentos para garantir que você consiga secar de forma uniforme. Outra dica é usar protetores térmicos para garantir a saúde e a vitalidade das madeixas.

Mas não é só a água quente…

Nem só de água quente se vive o homem! Aliás, segundo a dermatologista Kátia Takahashi, outros problemas também contam neste caso, como produtos químicos de baixa qualidade e até mesmo, o estresse emocional que você está passando.

No caso da química, é bom você ter em mente que alguns produtos provocam uma agressão extrema e em decorrência disso, levam à queda de cabelo. Quando você fizer algum tratamento e perceber que os fios estão quebradiços, o certo é que você procure imediatamente um médico dermatologista para que ele trace o melhor tratamento pra você.

A queda, nestes casos, acontecem em até dois meses depois do procedimento. Por isso, a nossa dica é que sempre que você for mexer com a química natural do seu cabelo, preste a atenção nos profissionais. Procure sempre um salão conhecido e que lhe passe confiança.

Fatores emocionais também contribuem, como ansiedade e depressão. Por exemplo o estresse. Ele pode se manifestar em qualquer órgão do corpo humano- inclusive no couro cabeludo. Se o estresse permanece por um longo período, ele acaba fazendo algumas modificações corporais. E claro que isso reflete no nosso cabelo, que começa a cair.

Ela pode acontecer de forma generalizada ou, inclusive, em locais determinados. Se for determinado, você vai perceber que é em locais específicos, e não na cabeça toda. De qualquer modo, o mais aconselhável é procurar um médico dermatologista para que ele verifique as possibilidades e sugira o melhor tratamento- inclusive, com psicólogos se for preciso.

Depois de passado por um grande estresse ou uma fase emocional complicada, a queda começa a acontecer, aproximadamente, um mês depois.

Exatamente por isso que Capila Hair & Nails tem poderosos antioxidantes que atuam nos radicais livres produzidos pelo estresse físico e emocional!

Deixe uma resposta

Abrir Chat
1
Precisa de Ajuda?
Se precisar pode me chamar, meu nome é tatiana e estou disponível para te explicar como nosso produto pode te ajudar com queda e crescimento capilar 😀👍