Qual o médico que cuida de queda de cabelo?

qual o médico que cuida de queda de cabelo

Nos últimos anos a procura por tratamentos anti queda tem crescido cada vez mais no Brasil. Isso porque a perda capilar causa não somente impactos na saúde, mas também na autoestima de quem sofre com esse problema. Ao identificar uma anormalidade na quantidade de fios perdidos por dia, é indispensável saber qual o médico que cuida da queda de cabelo.

Apesar de esteticistas e cabeleireiros entenderem bem sobre o assunto, apenas um médico especializado poderá prescrever medicamentos e solicitar exames para um diagnóstico preciso.

Além disso, seguir indicações equivocadas quanto a queda dos fios pode acabar piorando o quadro, sendo muito importante procurar o profissional correto para diagnosticar o problema.

Qual o médico que cuida da queda de cabelo?

O médico dermatologista é o profissional capacitado para cuidar da queda de cabelo.

No entanto, tivemos nos últimos anos um aumento de profissionais que se especializaram somente na queda de cabelo e esse profissional é conhecido como tricologista.

Normalmente o trocologista é um médico com formação na área dermatológica que se especializou somente em cabelo, muito embora você encontre profissionais de outras áreas médicas que podem exercer essa função.

o tricologista é o médico responsável por cuidar da saúde capilar e diagnosticar possíveis problemas e doenças que afetam essa região
o tricologista é o médico responsável por cuidar da saúde capilar e diagnosticar possíveis problemas e doenças que afetam essa região

É a tricologia a responsável por abranger o diagnóstico e tratamento dos distúrbios que afetam essas estruturas como inflamações, queda e quebra dos fios, doenças do couro cabeludo e também infecções.

Como na maioria dos casos a perda capilar é um sintoma de alguma doença ou deficiência nutricional, a avaliação de um especialista é fundamental para um identificar de onde vem o problema.

Ao notar uma variação na quantidade dos fios perdidos ou no volume dos cabelos, pode ser hora de procurar um tricologista para averiguar o quadro.

Queixas mais comuns em consultórios de tricologistas

Apesar da reclamação mais comum dentro do consultório do médico que cuida de queda de cabelo ser a queda capilar, a calvície tanto masculina como feminina também é algo muito recorrente.

Além disso, problemas como psoríase, fios quebradiços e ressecados e dificuldade para o crescimento capilar também podem ser problemas comuns dentro do consultório de tricologistas.

Outras situações como a queda de cabelo em decorrência de quimioterapia, danos aos fios devido procedimento estéticos com química e tinturas, colorações e alisamento e danos causados por calor em excesso pelo uso de secadores, chapinhas e modeladores também são históricos recorrentes no consultório dos especialistas.

Como é feito o diagnóstico da queda de cabelo?

Em primeiro lugar, o tricologista analisa a história (anamnese) do paciente para averiguar sintomas e também o histórico clínico. Feito isso, serão solicitados alguns exames complementares após alguns exames feito em consultório como análise do couro cabeludo e do fio.

A partir do resultado de todo o conjunto, o especialista dará o diagnóstico do quadro do paciente e o tratamento adequado.

Um cabeleireiro pode fazer tricologia?

Apesar dos cabeleireiros muitas vezes entenderem muito bem de cabelos, apenas os dermatologistas e médicos formados podem se formar em tricologia. Mas normalmente são dermatologistas, que já possuem conhecimento amplo sobre a pele.

apesar dos cabeleireiros entenderem muito bem sobre o assunto, só é possível cursar a tricologia quem é formado em dermatologia
apesar dos cabeleireiros entenderem muito bem sobre o assunto, só é possível cursar a tricologia quem é formado em dermatologia

Porém, cabeleireiros e esteticistas podem ser cruciais na hora de identificar problemas como psoríase, quebra e queda, fios fracos e falhas no couro cabeludo.

Caso um desses profissionais notifique que você está com um desses problemas, é ideal buscar ajuda médica para investigar o que pode ter desencadeado o quadro e fazer o tratamento correto.

Quais os exames que o médico que cuida de queda de cabelo pode fazer?

Anamnese

A anamnese nada mais é do uma uma entrevista feita na primeira consulta para coletar informações importantes para o diagnóstico do quadro. A partir das respostas dada pelo paciente, o médico saberá quais os exames deve solicitar para complementar as informações a conseguir identificar o problema.

Normalmente são feitas perguntas como:

  • procedimentos já realizados no cabelo;
  • doenças familiares;
  • cosméticos e medicamentos usados no momento;
  • questões emocionais como estresse ou depressão.
  • alimentação.

Tricograma

O tricograma é um exame que analisa o cabelo microscopicamente, feito com uma amostra de 50 a 100 fios de uma área do couro cabeludo.

É por meio desse exame que o tricologista tem uma estimativa das fases do ciclo de cada fio, e consegue saber uma porcentagem do quanto do cabelo está em fase de crescimento e quanto está em fase de queda.

nesse exame, os fios são vistos de um microscópio e analisados para verificar o ciclo de vida de cada um deles
nesse exame, os fios são vistos de um microscópio e analisados para verificar o ciclo de vida de cada um deles

Para realizar o exame, é preciso ficar 8 semanas sem o uso de chapinhas e aplicações químicas, além de 3 a 4 dias sem lavar os as mechas.

Tricoscopia

Já esse tipo de exame é menos invasivo e não é necessário arrancar os fios. Para realizar a tricoscopia é usado um equipamento de nome fotovideodermatoscópico, que possui uma câmera com zoom capaz de aumentar até 70 vezes a visão tanto do couro cabeludo como dos fios de cabelo.

É com esse exame que o tricologista faz o diagnóstico de doenças como alopecia areata, lúpus, descamações e inflamações.

Mineralografia

É o exame que investiga o desequilíbrio de minerais no organismo, já que apesar de serem importantes para a saúde como um todo, inclusive a dos cabelos, uma intoxicação por metais pesados pode causar diversos problemas capilares.

Para o exame, retira-se cerca de 30-50g de cabelo da nuca pela raiz para analisar em um laboratório especial.

Biópsia do couro cabeludo

Esse procedimento é considerado mais invasivo do que os outros listados acima, já que para realizar a biópsia é necessário retirar 4mm de pele do couro cabeludo para fazer um diagnóstico em laboratório.

O responsável por analisar a amostra é um patologista, que fará a observação das estruturas por meio de um microscópio.

Trichoscan

Esse é um método desenvolvido na Alemanha e é feito com a ajuda de um software.

Nele, é realizada uma análise de imagens tiradas digitalmente do couro cabeludo junto com a microscopia epiluminescência padrão — sistema ELM. Com esse exame, é possível analisar a quantidade de fios que estão nascendo e caindo, e também a espessura e densidade de cada um deles.

apesar dos fios serem visto microscopicamente pelo médico que cuida de queda de cabelo, nesse tipo de exame não é necessário que eles sejam tirados do couro cabeludo
apesar dos fios serem visto microscopicamente pelo médico que cuida de queda de cabelo, nesse tipo de exame não é necessário que eles sejam tirados do couro cabeludo

Geralmente, o exame é usado para analisar calvície, mas também pode ser usada em casos de queda de cabelo que ainda não foram diagnosticados.

Agora que você viu qual o médico que cuida da queda de cabelo, não deixe de marcar a sua consulta com um tricologista caso note um aumento anormal da perda capilar. Em conjunto, você ainda pode solicitar ao seu médico o uso de cosméticos específicos para tratamentos anti queda que são ricos em vitaminas como biotina, vitamina A, B e C.

Deixe uma resposta

Abrir Chat
1
Precisa de Ajuda?
Se precisar pode me chamar, meu nome é tatiana e estou disponível para te explicar como nosso produto pode te ajudar com queda e crescimento capilar 😀👍