o shampoo a seco proporciona um efeito matte no cabelo, removendo o brilho

O que fazer para o cabelo não ficar oleoso?

Embora muitos indivíduos produzam uma quantidade maior de sebo naturalmente, alguns hábitos diários como a temperatura da água do banho e o uso incorreto de condicionadores podem contribuir para o aumento da oleosidade no couro cabeludo. Para controlar o problema, é importante não somente mudar esses hábitos, mas também saber quais atitudes tomar para o cabelo não ficar oleoso.

Apesar de não ser um problema preocupante, a oleosidade nos cabelos pode acabar resultando em quadros de caspas ou seborreia, e até mesmo desencadear um quadro de queda de cabelo. Afinal, a oleosidade no couro cabeludo entope os poros capilares, impedindo que fios novos cresçam e podendo até mesmo modificar seu ciclo de vida, contribuindo para que caiam mais cedo do que deveria.

Para lhe auxiliar nesse problema, separamos algumas dicas do que é recomendado fazer para acabar com a oleosidade dos fios. Acompanhe!

Por que o cabelo fica oleoso?

A oleosidade nos cabelos acontece devido a produção tanto de gordura como de suor pelas glândulas do couro cabeludo. Essas secreções acabam se aderindo aos fios causando o aspecto de sujeira, que pode acontecer até mesmo logo após a lavagem dos cabelos.

Roupas e Acessórios femininos

Como alguns indivíduos possuem tendências a produzir mais sebo do que outros, a oleosidade no couro cabeludo pode ser algo completamente natural natural. Contudo, em outras pessoas esse excesso de óleo acontece em decorrência de hábitos do dia a dia.

O que fazer para o cabelo não ficar oleoso?

Use shampoos adequados

Para que cada shampoo seja rotulado específico para um tipo de cabelo, a marca teve que realizar diversos estudos na hora de criar a formulação para que o cosmético cumprimesse o que promete. Sendo assim, os shampoos para cabelos secos realmente são mais hidratantes do que shampoos para cabelos oleosos. O que quer dizer que usar o shampoo para o tipo de cabelo errado pode provocar diversos efeitos não desejados.

Nos casos de cabelos oleosos, é importante o uso de cosméticos capilares específicos para o problema, já que esses produtos normalmente possuem tensoativos, substâncias que se ligam às gorduras e sujeiras dos cabelos para levá-las embora junto com o enxágue.

Porém, na maioria dos casos, esses produtos são ricos em sulfato, o que pode acabar danificando os fios caso o cabelo já tenha passado por muita química.

Como esse componente é bastante potente na hora de retirar a oleosidade, podendo agir até mesmo como um detergente, costuma ser mais agressivo e causar danos às fibras capilares quando usado em excesso.

O ideal é que indivíduos que possuam os cabelos oleosos usem shampoos com sulfato alternadamente para não agredir os cabelos e ainda assim fazer a limpeza adequada do couro cabeludo.

Lave os cabelos em dias alternados

Embora a tendência seja quanto mais oleoso o cabelo, mais vezes queremos lavá-lo para retirar a sujeira, esse hábito pode ser um dos fatores que aumentam a produção de sebo na região. Isso porque, ao lavar demais os fios, acabamos retirando toda a camada de gordura natural que serve para a proteção dos cabelos, levando a um efeito rebote.

O efeito rebote acontece quando, ao remover toda a oleosidade e deixar a região ressecada, os poros capilares produzem ainda mais oleosidade como uma forma de defesa.

O ideal é que mesmo pessoas com cabelos oleosos lave os fios em dias alternados, e não passem mais do que 3 dias sem fazer a higiene do local, já que a não lavar os fios regularmente também aumenta a produção de óleo.

Tome banho em água morna ou fria

Tomar banhos com água em temperaturas é um hábito que aumento da oleosidade, já que estimulam as glândulas a produzirem ainda mais sebo. Isso porque a água quente abre os poros, e estimula as glândulas da região.

Use o condicionador de forma correta

O condicionador deve ser usado apenas do comprimento até as pontas, e nunca no couro cabeludo, já que a oleosidade natural produzida na região já é responsável pela hidratação da área. Dessa forma, ao aplicar o condicionador na raiz do cabelo, o produto se acumula causando um excesso de sebo nos cabelos, deixando os fios com um aspecto sujo e pesado.

Para pessoas com cabelos curtos não é necessário usar o condicionador se não houver necessidade de desembaraçar os fios. Já os cabelos tingidos, além do condicionador, também devem usar máscaras capilares, que podem ser passadas na raiz desde que sejam usadas apenas uma vez na semana.

Retirar todo o excesso de produtos da raiz do cabelo

Além de shampoos, condicionadores e máscaras, outros produtos como géis, sprays e cremes para pentear também podem acumular no couro cabeludo, entupindo os poros e aumentando ainda mais a oleosidade na região.

Para evitar que esses produtos se acumulem, é indicado fazer uma lavagem com shampoos anti resíduos pelo menos uma vez na semana, além de fazer uma dupla lavagem sempre que for lavar os fios no dia a dia.

Não use secadores e chapinhas frequentemente

Assim como banhos quentes estimulam as glândulas a produzirem mais gordura, as altas temperaturas dos secadores e chapinhas também podem contribuir para uma maior produção de sebo na região, já que esquentam o couro cabeludo, podendo até mesmo danificar os fios e deixá-los quebradiços.

Leia também Por que o cabelo quebra?

Além de diminuir a frequência de uso desses aparelhos, lembre-se de deixar o secador a pelo menos 30 centímetros do couro cabeludo, e escolher sempre o jato de ar mais frio. Em conjunto, não se esqueça de aplicar protetores térmicos sempre que for usar altas temperaturas como chapinhas e modeladores.

ao usar o secador, evite aplicá-lo na raiz do cabelo, já que altas temperaturas contribuem para o aumento da oleosidade
ao usar o secador, evite aplicá-lo na raiz do cabelo, já que altas temperaturas contribuem para o aumento da oleosidade

Viu como é simples mudar os hábitos para o cabelo não ficar oleoso? Caso você note que mesmo com as nossas dicas a oleosidade não diminuiu, é importante procurar um tricologista para investigar o quadro. Além da oleosidade excessiva poder ser algo natural do seu organismo, outros fatores como o uso de certos medicamentos podem aumentar a produção de sebo pelo couro cabeludo e apenas um profissional capacitado poderá prescrever o tratamento ideal para o seu quadro.