Qual o jeito certo de passar chapinha no cabelo?

o uso recorrente de chapinhas pode acabar piorando os problemas com caspa

Usar a chapinha pode ser um desafio, principalmente se você possui fios danificados e ressecados. Isso porque quando usada em excesso e da forma incorreta, a chapinha danifica os cabelos podendo até mesmo fazê-los cair. Mas você sabe o jeito certo de passar chapinha no cabelo?

Embora o calor traga malefícios para os cabelos, saber como manusear a aplicar a chapinha da maneira correta ameniza os danos causados pelo aparelho e evita a desnaturação. Além disso, a frequência de uso também deve ser levada em conta para evitar o ressecamento e quebra capilar.

Leia também Chapinha estraga o cabelo?

Para que você aprenda a como usar esse aparelho da forma que não agrida a fibra capilar, separamos alguns tópicos explicativos sobre o assunto e um passo a passo completo. Veja a seguir!

Passo a passo para passar chapinha no cabelo do jeito certo

Lavagem

O primeiro passo antes de aplicar o aparelho é a lavagem dos fios, que deve ser feita com um shampoo adequado para o seu tipo de cabelo e finalizada com um condicionador da mesma linha. Em seguida, remova o excesso de água com uma toalha ou camiseta de algodão, evitando esfregá-la nos fios para não criar atrito e abrir as cutículas.

lave os fios com um shampoo específico para remover toda a sujeira e fornecer os nutrientes necessários para cada tipo de fio
lave os fios com um shampoo específico para remover toda a sujeira e fornecer os nutrientes necessários para cada tipo de fio

Feito isso, deixe o cabelo secar naturalmente. Você pode usar um secador caso você não tenha tempo de esperá-lo secar por completo. Porém, o uso desse aparelho em conjunto com a chapinha pode acabar aumentando os danos, já que ambos usam o calor.

Um erro muito comum na hora de aplicar a chapinha é alisar os cabelos ainda molhados, o que faz com que os fios queimem e ressequem. O ideal é esperar o cabelo estar totalmente seco antes de passar o aparelho. Apesar de algumas chapinhas serem destinadas ao uso com os cabelos molhados, é melhor evitar a prática para não danificar a fibra capilar.

Usando protetor térmico

Depois que os fios estiverem totalmente secos, aplique um protetor térmico a base de silicone se os seus fios estiverem muito ressecados ou estiverem com químicas como tinturas e descolorações. Caso o seu cabelo seja natural, use um leave-in para proteger os cabelos contra o calor da prancha.

Verificando a temperatura do aparelho

O ideal é que a chapinha esteja em 190ºC e não ultrapasse os 230ºC para que a fibra não sofra desnaturalização, nome dado ao processo em que a proteína dos fios acaba sendo removida.

Tome cuidado para que o aparelho não chegue a 250ºC, já que nessa temperatura os danos são irreversíveis. Isso quer dizer que os fios podem acabar se quebrando e caindo.

Passando a chapinha no cabelo

Divida o cabelo todo em mechas de dois a três dedos e passe a chapinha desde a raiz até as pontas, começando pela nuca. Passe o aparelho de forma rápida em todo o comprimento do fio e não fique com a prancha parada em um só lugar por muito tempo para evitar que o cabelo derreta.

Quais cuidados tomar?

Além de passar o protetor térmico e esperar o cabelo estar totalmente seco, outro cuidado que é preciso tomar é a periodicidade em que o aparelho é usado. Isso porque o calor em excesso, mesmo quando controlado, pode danificar os fios, ressecando-os, deixando-os quebradiços e até aumentando a oleosidade.

na hora de passar a chapinha nos fios certifique-se de que eles estejam totalmente secos
na hora de passar a chapinha nos fios certifique-se de que eles estejam totalmente secos

Além disso, a chapinha remove a água de dentro da fibra capilar, o que contribui para que fiquem fragilizados. Sabendo disso, é muito importante fazer uma hidratação profunda nos cabelos pelo menos a cada 15 dias em quem usa a chapinha com regularidade.

Junto com a hidratação também é importante manter uma rotina de umectação e reconstrução, garantindo que os fios estejam sempre nutridos e saudáveis.

Você ainda pode combinar o protetor térmico com um condicionador sem enxágue caso o seu cabelo seja ressecado. Já nos casos de cabelos oleosos, o uso desse produto pode acabar piorando o quadro, sendo recomendado apenas um leave-in que não seja tão pesado para proteger a fibra.

Qual modelo de chapinha é o melhor?

No mercado é possível encontrar diversos modelos de chapinhas que podem amenizar o estrago causado pela temperatura. A de cerâmica, por exemplo, é considerada a menos perigosa para os cabelos, já que a temperatura da prancha acaba sendo distribuída por toda a superfície da sua placa de metal igualmente.

Isso garante que o cabelo receba a mesma temperatura em todo o comprimento, e não em apenas uma das áreas. Isto é: o fio fica protegido de possíveis oscilações de calor durante o procedimento.

Em comparação à de titânio, a de cerâmica também se diferencia por não ter necessidade de passar o aparelho várias vezes na mesma mecha. Entretanto, fique atento à temperatura e tome cuidado para não queimar os fios, já que esse modelo costuma esquentar muito mais do que os outros materiais concorrentes.

Qual a espessura ideal?

Uma chapinha média é o suficiente para garantir menos danos aos fios por tornarem o processo mais ágil, além de não demandar a repetição do processo para garantir que os fios fiquem mais lisos. Quando a chapinha é grossa demais, pode ser necessário repetir o processo mais de 3 vezes, o que resseca a fibra capilar por expô-la a altas temperaturas por mais tempo.

uma chapinha de espessura média é o suficiente para alisar os cabelos sem causar grandes danos
uma chapinha de espessura média é o suficiente para alisar os cabelos sem causar grandes danos

Em contrapartida, a chapinha mais fina, embora seja mais precisa, acaba ocupando muito tempo para ser finalizada. Afinal, você conseguirá alisar apenas uma pequena parcela de cabelo por vez.

Depois de conferir qual o jeito certo de passar chapinha no cabelo fique atento à próxima vez em que usar o aparelho para evitar alguns hábitos que danificam o fio. Além disso, nunca se esqueça do protetor térmico e de esperar o cabelo secar por completo antes de usar o aparelho garantindo uma melhor experiência sem ressecamentos em excesso.

Deixe uma resposta

Abrir Chat
1
Precisa de Ajuda?
Se precisar pode me chamar, meu nome é tatiana e estou disponível para te explicar como nosso produto pode te ajudar com queda e crescimento capilar 😀👍