Como acabar com a caspa?

apesar do bicarbonato de sódio poder ser usado como um esfoliante para remover a caspa, deve ser usado com cautela por ter um pH alcalino e poder ressecar os cabelos

A caspa é o nome dado à descamação do couro cabeludo que ocorre quando as células mortas se soltam para dar lugar a células novas. No entanto, também pode ser um dos sintomas da seborreia, inflamação da pele que causa descamações tanto na região do cabelo como em outras peles do corpo como ao redor do nariz e sobrancelha. Algumas mudança de hábitos, porém, pode ajudar a acabar com a caspa e diminuir os sintomas.

Um dos grandes segredos para amenizar a caspa na região do couro cabeludo é controlar a produção de óleo pelos folículos capilares. Isto é: quanto menos oleoso o cabelo estiver, menos caspa ele terá. Contudo, tirar a oleosidade a mais do que o necessário contribui para que os cabelos fiquem ressecados, causando um efeito contrário e aumentando a quantidade de caspas na região.

Para lhe ajudar a controlar o problema, separamos algumas que ajudam a reduzir a quantidade de caspas no couro cabeludo. Acompanhe!

Como acabar com a caspa?

Use limão com iogurte natural

O iogurte natural age como um anti-inflamatório, reduzindo as inflamações do couro cabeludo que causam a caspa em excesso. Em conjunto, o limão dificulta a vida dos fungos da região por ser ácido, dando brilho aos fios e ajudando a eliminar as descamações.

Para aplicar nos cabelos, misture o suco de meio limão em meio pote de iogurte natural e aplique na cabeça massageando a área por 20 minutos. Em seguida, lave os fios com shampoo específico para o seu tipo de cabelo e sele com o condicionador.

Esse processo pode ser repetido até 3 vezes na semana, lembrando-se de lavar bem a raiz do cabelo para evitar queimaduras caso a aplicação do limão seja feita durante o dia.

Clique aqui para ver mais remédios caseiros para acabar com a caspa!

Lave o cabelo de forma correta

Lavar os cabelos da forma errada contribui para o aumento da caspa, já que a oleosidade tende a aumentar quando lavamos os fios mais do que deveria ou aplicamos os produtos da forma incorreta. O ideal é que a lavagem seja feita apenas quando for necessário. Isso quer dizer que caso você tenha o cabelo muito oleoso, pode precisar fazer a lavagem dos fios diariamente, enquanto pessoas com cabelos secos devem lavar as mechas em intervalos mais espaçados, não ultrapassando os 5 dias sem fazer a higiene da região.

Além disso, também é importante usar um shampoo anticaspa, deixando-o agir durante 2 minutos aproximadamente depois de esfregar o couro cabeludo.

Leia também Os 10 melhores shampoos para acabar com a caspa

Outro erro comum é usar o condicionador na raiz do cabelo, causando o acúmulo de produtos e aumentando ainda mais a oleosidade na região. O cosmético deve ser aplicado apenas nas pontas até 4 dedos abaixo do couro cabeludo.

Evite dormir com os cabelos molhados

Dormir com os cabelos molhados deixa a região úmida e abafada pelo travesseiro, o que aumenta as chances de proliferação de fungos, que contribuem ainda mais para a descamação, o que acaba dificultando os tratamentos contra a caspa.

Sabendo disso, a recomendação é fazer a lavagem dos cabelos durante o dia, ou usar um secador com jato frio para secar as mechas antes de ir dormir.

Não tome banhos quentes

A água com temperaturas mais elevadas estimula as glândulas do couro cabeludo a produzirem mais sebo, além de abrir os poros da região. Com isso, os cabelos tendem a ficar ainda mais oleosos, mesmo usando os produtos corretos durante o banho.

Pensando dessa forma, também é importante evitar o uso frequente de secadores, já que esses aparelhos usam temperaturas elevadas para secar os fios. Caso opte por usá-los, prefira os jatos frios e mantenha o aparelho pelo menos 30 centímetros de distância do couro cabeludo.

Cuide para que os produtos não se acumulem na raiz do cabelo

Tanto os shampoos como condicionadores, sprays de fixação, shampoos a seco e máscaras de hidratação podem acabar acumulando na raiz do cabelo se não forem removidos da forma correta. O ideal para quem usa cremes para pentear e sprays com frequência é usar um shampoo antiresíduos pelo menos uma vez por semana. Esse procedimento também pode ser feito por quem tem os cabelos muito oleosos, removendo assim o excesso de sebo da região.

No entanto, evite aplicar esse tipo de produto mais de uma vez na semana, já que são ricos em sulfato e podem agredir o couro capilar, causando uma maior descamações na pele. Prefira usar shampoos sulfate free nos outros dias para remover a sujeira sem comprometer a saúde dos cabelos.

Trate outros problemas de saúde

Alguns problemas de saúde que estão ligados à caspa são:

  • estresse;
  • diabetes;
  • obesidade;
  • problemas hormonais;
  • psoríase;
  • artrite psoriásica;
  • tensão emocional.

Para amenizar as capas desencadeadas por esses problemas, é importante tratá-los em conjunto com a caspa. Isso porque tratar apenas as descamações não elimina a raiz do problema, fazendo com que os sintomas da caspa voltem com bastante frequência.

Evite usar bonés com muita frequência

Bonés e chapéus são acessórios que abafam o couro cabeludo, aumentando a umidade do local devido ao suor. Com um ambiente quente e úmido, a proliferação de fungos tende a ser maior, aumentando as chances do desenvolvimento de caspas e até mesmo piorando os quadros já existentes.

o uso frequente de bonés contribui para o aumento da caspa, já que o acessório abafa a região deixando úmida e quente
o uso frequente de bonés contribui para o aumento da caspa, já que o acessório abafa a região deixando úmida e quente

Caso opte por usar esses acessórios, evite ficar com eles na cabeça durante muito tempo e lembre-se de sempre retirá-los para o couro cabeludo respirar quando não estiver exposto ao sol.

Quando procurar ajuda médica?

Alguns sintomas que mostram que é necessário buscar ajuda de um tricologista são:

  • vermelhidão;
  • coceira intensa;
  • aumento da queda capilar;
  • descamações mais grosseiras e secas.

Viu como acabar com a caspa pode ser fácil? Caso notar que mesmo depois de mudar alguns hábitos o quadro não apresenta melhoras, procure ajuda médica para investigar o que pode estar causando os sintomas. Apesar de ser algo natural, a caspa também pode ser um sintoma da seborreia, uma inflamação no couro cabeludo que necessita de um tratamento específico.

Deixe uma resposta

Abrir Chat
1
Precisa de Ajuda?
Se precisar pode me chamar, meu nome é tatiana e estou disponível para te explicar como nosso produto pode te ajudar com queda e crescimento capilar 😀👍